FUNDADOR
ss
Nome: BORTOLO CAROLO
Filiação: JACOMO CAROLO e PÁSCOA MORO CAROLO
Data Nascimento: 20 de Abril de 1888
Local: Montéchio Precalcino – Norte da Itália
Chegada ao Brasil: 40 dias de Vida
Data Provável: 13 de Junho de 1888
HISTÓRICO DA FUNDAÇÃO

Chegando ao Brasil, a família de Bortolo Carolo foi diretamente para uma fazenda em Santa Rita do Passa Quatro. Seus pais foram colonos nesta fazenda e o Sr. Bortolo Carolo cresceu trabalhando com seus pais. Presume-se que não tenha freqüentado escola, pois escrevia com muita dificuldade apesar de ler muito bem.

Por volta de 1904 veio para Pontal com seus pais para trabalharem na plantação de café na Fazenda Contendas.

Casou-se em 1908 com D. Rosina Marchiorato e desta união nasceram 6 filhos.

Em 1916 seus pais compraram 17 alqueires do imóvel onde trabalhavam. Mais tarde o Sr. Bortolo formou uma sociedade com o Sr. Antônio Bersani e posteriormente o Sr. Pedro Carolo, seu irmão, na exploração de uma charqueada (estufa para defumar carne).

Em 1922 sua esposa veio a falecer e um ano depois casou-se com D. Catarina Fornazieri Carolo e desta união nasceram 11 filhos, dos quais 05 são falecidos.

1932 - o sítio foi gradativamente transformado no plantio de cana-de-açúcar que era entregue na Usina Albertina.

1937 - o Sr. Bortolo Carolo e seu compadre João Marchesi compraram de Marcelo Jhirardeli e João Bigheti a Fazenda Contendas; 410 alqueires por 400 contos de réis, formando assim a sociedade Marchesi - Carolo. Com a compra desta fazenda o Sr. Bortolo mudou-se para lá onde cultivavam café, cana-de-açúcar, arroz, feijão e criavam gado.

1939 - comprou a parte do Sr. João Marchesi. Como as áreas cultivadas com café estavam improdutivas, ampliou o plantio de cana-de-açúcar e iniciou o plantio de algodão, sendo que a cana era fornecida à Usina Schimidt dos Irmãos Ernesto e Artur Schimidt, cujo transporte era realizado através da estrada de ferro. Neste mesmo ano, comprou o sítio Felipsburgo de Lucinda Jesus Teiga, no qual havia uma pequena fábrica de aguardente.

No ano seguinte iniciou a construção de um grande engenho de pinga que chegou a produzir 1.000.000 de litros.

Com o advento da 2a. guerra mundial houve um declínio na venda de aguardente. Neste mesmo ano o Sr. Bortolo Carolo adquiriu equipamentos usados para montar uma usina para fabricação de açúcar, pois nesta época São Paulo importava este produto do nordeste.

No ano de 1947 surgiu a Usina Nossa Senhora Aparecida Ltda., com sua primeira produção de 31.850 sacas de açúcar.

Em 1958 a família Bortolo Carolo possuía 1.011 alqueires de terras e a usina já produzia 52.100 sacas de açúcar.

1961 - no dia 20 de janeiro a Empresa transformou-se em Açucareira Bortolo Carolo S/A, com contrato social registrado na JUCESP sob. o número 175.847 de 21.02.1961.

Em 1967 foi constituída a Agropecuária Santa Catarina S/A, com a finalidade de exploração da agricultura e pecuária, no sentido de assessorar a Indústria em todas as atividades agrícolas.

Em 1980 iniciou-se um plano de expansão industrial. Inaugurou novas instalações em 1983, dando um grande impulso no crescimento da produção.

No dia 07 de Janeiro de 2005, a razão social foi alterada de "Açucareira Bortolo Carolo S/A", para "USINA CAROLO S/A - Açúcar e Álcool".

USINA CAROLO S/A - Açúcar e Álcool - FAZENDA CONTENDAS - PONTAL-SP - CEP: 14180-000
Fone: +55 (16)3953-9300 - Fax: +55 (16)3953-9315 - Caixa Postal 31 - E-mail: carolo@carolo.com.br
Design by: JRB - Departamento TI - Usina Carolo - Açúcar e Álcool